Um pacotão de felicitações e de agradecimentos

24/12/2011 01:20

Aproxima - se o Natal.

 

A humanidade fica alegre, as cidades, as ruas, e até as casas ficam iluminadas. Os shoppings resplandecem.

 

O Natal é tão aguardado, que lá por outubro os sinais de sua vigência são gritantes, feéricos.

 

Independentemente das motivações religiosas que celebram o evento, o próprio nascimento de Cristo alavanca, na atualidade, um clima quase alienígena de confraternização, pois o bicho terráqueo, que prima por viver em guerras, por praticar atos desabonadores de irreparável cretinice, predispõe - se a bondades, caridades e a PRESENTEAR.

 

Felizmente, a humanidade ainda tem lampejos de generosidade e no período, o individuo na expectativa de PRESENTEAR e ser PRESENTEADO vive momentos de gloriosa ternura.

 

Bom, quanto a nós escribas eventuais, que soltamos nossas queixas e lamurias a torto e a direito, para muitos que nem nos conhecem e entramos em suas caixas de mensagens sem a menor cerimônia, esta é a hora do pacotão de agradecimentos.

 

Algumas vitimas de nossos torpedos de insatisfação demonstram uma enorme consideração e, por excesso de benevolência, nos cumprimentam, e às vezes incentivam.

 

Por vezes, temos a satisfação de agradecer ao educado missivista a gentil acolhida. Outros, não se pronunciam. Seja por falta de tempo, por descaso com o nosso texto, ou por milhões de motivos, não interessa, contudo, se não respondem, calam, portanto consentem, e assim, sem o repúdio tácito de sua repulsa, vamos enviando.

 

Este é um bom momento para agradecer, pois na nossa distorcida visão, agradecer é PRESENTEAR. PRESENTEAR aos que nos toleram, aos que nos respondem, aos que nos divulgam, aos que nos brindam nos seus blogs, e aos que não respondem, também, a todos, sem exceção.

 

Agradecer significa oferecer de muito bom grado a alguém um reconhecimento, é demonstrar uma gratidão, uma consideração, é dar em algo em troca de um gesto, de uma resposta, de uma leitura, de uma atenção.

 

O agradecimento é um presente que valoriza o agente de quem recebemos um favor, é um gesto, é uma deferência. É uma demonstração de apreço, de reconhecimento, de gratidão.

 

Obrigado aos leitores, eventuais, esporádicos, contumazes. Na impossibilidade de presenteá – los como merecem, segue aqui um vistoso pacote de agradecimentos.

 

Pelo menos, estejam certos de que ao receber - nos, de boa ou má vontade, com prazer ou desprezo, a simples recepção nos soa como positiva. Por isso, aí vai, O NOSSO MUITO OBRIGADO.

 

Um Feliz Natal a todos, e que o 2012 seja um ano especial na vida de todos nós.

 

Brasília, DF, 21 de dezembro de 2011

 

Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira

www.ternuma.com.br