O 4º Congresso do PT ou o Novo Supositório

11/09/2011 23:55

     No século passado tivemos uma série de Congressos, Reuniões e Encontros ideológico – políticos, onde foram deliberados, aprovados e impingidos no cocuruto de milhares de cidadãos, normas, leis, condutas, procedimentos e outras decisões que desgraçaram a vida de incautos, de coniventes, de distraídos e de inocentes uteis.

     Quem não ouviu falar das Internacionais? Dos grandiosos Congressos Comunistas, Marxistas, Leninistas, Trotskistas? Desde o Congresso de fundação da III Internacional que ficou conhecida como Internacional Comunista (IC ou komintern) em março de 1919, os encontros se sucederam, o II Congresso, em jun/jul de 1920, o V em jul/ago de 1924, e assim, os predestinados em sucessivos e apoteóticos conclaves dos cardeais do comunismo tentaram mostrar aos beócios, o caminho para o governo universal e a trilha escabrosa para o paraíso na terra.

     Em todos eles, o mesmo diapasão, a estridente cantilena de “como somos sabidos, e de como eles são idiotas”.  Por detrás, uma clara ambição pelo poder, acobertados pelo delírio de serem os donos da verdade.

     Em altos brados se ofereciam para salvar a humanidade e colocá - la nos trilhos, sob o seu comando, é claro.

     Como deixamos, promoveram - se à nossa consciência.

     Alvissaras, tivemos o 4º Congresso do PT. Sem novidades no front, mais poderes para eles, mais limitações para os outros. As velhas e repetidas cantilenas. Assim, será no 5º, no 6º...

     Para a nossa sorte, reuniram - se os sábios da terra, no Brasil. E do alto de sua sapiência, decidiram como será o nosso futuro, como agiremos e a que deuses cultuaremos.

     Ainda bem, muitos de nós nem sabe ir ao banheiro sem urinar na tampa do vaso.

     Impávidos, colossais, magnânimos, os filósofos, os justiceiros, os acima da lei deliberaram e decidiram, e agora cumpra – se. A reunião no Olimpo foi supimpa.

     O PT já realizou vários convescotes, o 1º, o 2º, o 3º, todos da mais relevante importância, mas o 4º, com a presença do suprassumo do triunvirato nacional; um ex - presidente, uma presidente, e um terceiro que não foi por ter escorregado numa casca de banana (alguém duvida que o Dirceu seria?), ficará marcado na história do partido, e deste País.

     Este foi o Congresso do vai ou racha. Muitos petistas já estavam cheios com o tal de paz e amor, e exigiam atitudes mais drásticas, demonstrado claramente na base do “nós estamos no poder, e vocês tem que aguentar”. Agora é atropelar umas pestes que teimam em obstruir o nosso caminho e prejudicam a nossa santa missão.

     É como se uma raça superior de alienígenas inteligentíssimos, vinda de uma galáxia distante, cansada de ver as besteiradas dos terráqueos, resolvesse assumir o comando da gentalha, e dar um basta nas suas inconsequências.

     Agora, ao que parece, vamos entrar nos eixos. 

     Persiste a dúvida quem descerá dos céus portando a tábua das novas regras, tal qual ocorreu nos Dez Mandamentos, e se o Congresso de notáveis que nos representam, reunidos acatarão as determinações dos iluminados, e a coisa será pública no Diário Oficial.

     Quem sabe? Só o tempo dirá, embora os céticos como nós acreditem que é uma questão de tempo.

     Por ora, aguardemos e oremos.  Já engolimos a Comissão da Verdade, o controle da mídia... , e breve, sem choro nem vela, teremos o PNDH 3, enfiado “in totum”, até a pleura. 

Brasília, DF, 06 de setembro de 2011.

Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira

Grupo Terrorismo Nunca Mais

http://www.ternuma.com.br/